(033) 3331-2870      contato@dracarlaalmeida.com.br    |   

Tratamento anti-idade: quando começar?

O envelhecimento da pele acontece por duas vias: a temporal e a externa. A via temporal é provocada pela ação do tempo, caracterizado por alterações genéticas e metabólicas, que levam à degeneração do tecido. Já a via externa consiste na interação da pele com o ambiente externo, especialmente com os raios solares, o fator mais determinante. A exposição solar é a grande responsável pelo surgimento de rugas, linhas finas, manchas, entre outros incômodos. 

Por isso que o tratamento anti-idade é tão importante e quanto mais cedo começar, melhor. Esse tratamento inclui a adoção de alguns bons hábitos de rotina combinados a procedimentos dermatológicos, devidamente indicados pelo médico. Saiba quais são os cuidados para uma pele bonita e saudável a longo prazo:

Proteção solar é lei

Dependendo da genética e da exposição solar pela vida, há quem apresente os sinais do tempo bem antes dos 30 anos - já que depois dos 25 a produção de colágeno diminui. Por isso a proteção solar deve ser rigorosa, mesmo em ambientes fechados ou em dias de chuva. 

A importância dos antioxidantes

A ação dos fatores externos na pele estimula a geração de radicais livres - moléculas instáveis que danificam as células da epiderme, acelerando o processo de envelhecimento cutâneo. Como nosso organismo não consegue neutralizar essas moléculas, os antioxidantes ajudam a combatê-las. Junto com os filtros solares, podem impedir praticamente 100% dos danos causados pelo sol. São encontrados em alguns alimentos e dermocosméticos, promovendo uma proteção interna e externa. 

Ritual de Beleza

É preciso criar uma rotina para cuidar da pele, mas, antes disso, a consulta com o dermatologista é imprescindível. Depois de alguns exames específicos, o médico saberá indicar produtos específicos para o tipo de pele da (o) paciente. Mas, independentemente de quais sejam, o ritual envolve três etapas: higienização, hidratação e proteção solar. 

Esses cuidados prosseguem durante toda a vida mas, em cada fase, eles mudam de intensidade de acordo com o que a idade pede. Por exemplo, aos 20 anos, a preocupação maior é com a tendência para a acne e o controle da oleosidade. Aos 30 começam os primeiros sinais de envelhecimento e, mesmo que a hidratação natural diminua, ainda é preciso controlar a oleosidade. Nessa fase, deve-se apostar também em produtos que renovem as células, estimulem a produção de colágeno e sejam despigmentantes. 

Depois dos 40, a pele fica mais seca e sensível, perdendo progressivamente a elasticidade. A partir dai manter a hidratação é o mais importante, combinando a ação de procedimentos dermatológicos para combater as rugas profundas. Aos 50, a pele está madura, mais fina e sensível. As ações da menopausa também influenciam na desidratação, hiperpigmentação e redução na elasticidade da pele. Portanto, manter a umidade natural da pele continua sendo importante. Procedimentos complementares como lasers, peelings, toxina botulínica, preenchimento e lifting também são recomendados.

Fonte: Medical Site

01 de Agosto de 2019

Agende sua consulta!