(033) 3331-2870      contato@dracarlaalmeida.com.br    |   

Inverno e pele ressecada: como lidar?

Basta o inverno chegar para sentirmos rosto e corpo mais ressecados, ásperos e irritados. Mas, por que isso acontece? A explicação é que em temperaturas mais baixas, a umidade do ar cai e nos leva a transpirar menos, consequentemente, reduzindo a hidratação natural da epiderme. Essa hidratação é o que chamamos de “barreira lipídica”, responsável pela proteção da pele - tanto contra agentes externos (frio, poluição) quanto contra a perda de água comum nessa época.

A boa notícia é que é possível conservar minimamente essa proteção natural, bastando optando por mudanças simples de hábito:

- Prefira banhos mornos a banhos quentes, que retiram a oleosidade do corpo;

- Durante os banhos, evite esponjas e sabonetes antissépticos, que ressecam ainda mais a pele;

- Não é porque está frio que você deve parar de ingerir água ou outros líquidos, pelo contrário: adote este hábito para repor a perda de água da pele. Estenda este cuidado na alimentação também, consumindo frutas ricas em água, como laranja, melão, manga e melancia, por exemplo;

- Filtro solar é indispensável. Apesar de menos intensos, os raios ultravioletas continuam incidindo no inverno;

- Use e abuse de hidratantes corporais, especialmente depois do banho;

- Nesta época, algumas áreas são mais expostas e afetadas. É o caso do pescoço e do rosto, do colo, lábios, mãos e pés, que podem até descamar. Redobre a hidratação nessas regiões.

Mas lembre-se: corpo e rosto devem ser hidratados de formas diferentes. Algumas áreas possuem mais glândulas sebáceas que outras e são essas glândulas que produzem a oleosidade natural. Portanto, a zona T do rosto, que é mais oleosa, pede texturas com toque seco ou livres de óleo para não estimular a acne, mas não é o caso dos lábios, que podem até rachar sem uma proteção hidratante. As pernas e os pés também são regiões mais ressecadas, exigem hidratação mais emoliente. 

Não esqueça também de utilizar produtos específicos para o seu tipo de pele. E, se você ainda não sabe qual é seu tipo, consulte um dermatologista e comece seu tratamento para que o inverno não traga danos à sua pele. Além do típico ressecamento, o frio também pode causar ainda doenças na pele, como a dermatite atópica e a seborreica - então a orientação médica é imprescindível. 

Fonte: MedicalSite

25 de Julho de 2019

Agende sua consulta!